Tuesday, October 7, 2008

"Out there" suportado pela Surfrider Foundation

5 comments:

Ines said...

Este é mesmo um dos grandes problemas do futuro.. Também em Portugal já se deixou estragar muita coisa e continua a deixar-se.. Nas ilhas, principalmente nos Açores, há uns sítios paradisiacos, onde não chegam carros (é mesmo caminhar com a tralha as costas), que são assim qualquer coisa.. E até aí, penso que devido ao crescente numero de visitantes (a maioria à procura do surf, pesca, mergulho..) querem criar melhores condições de acesso e "contribuir para a dinamização e enriquecimento da visitação" do espaço, "estimular o interesse para a educação ambiental associada à interpretação dos valores da paisagem e espaço natural, com destaque para o conhecimento dos habitats marinhos e costeiros, bem como, para a sua diversidade faunística e florística." Vão então criar um centro de interpretação do espaço para desenvolver a região. Só espero que não estrague aquilo que até hoje, mais se assemelhou ao meu conceito de paraiso..

Surf4ever said...

"Ondas insanas, um Oceano morrendo, um Futuro incerto".
Um belo trabalho do pessoal da Teton Gravity Research em parceria com a Surfrider.
Gosto bastante de dar uma conferida aqui no Botas d'Água desde que vi uma postagem no Alohapaziada linkando pra cá. Morei na Australia (Sydney) de 1999 a 2001.
Parabéns pelo blog, tá muito legal.
Um abraço,
Gustavo

Botas said...

Oi Ines,
tenho quase a certeza do sitio a que referes, arrisco que sera' a F. de S.C., nao?! Nao me digas que eles tambem vao acabar com esse paraiso semi-perdido... Enfim... Coisas de Segundo Mundo... A lenga lenga e' semprea mesma e muito bonita, cheia de belos palavreados e de boas intensoes, mas nos bem sabemos no que e' que els estao realmente interessados...
Beijinho!

Oi Gustavo,
costumo espreitar o teu blog tambem, ta' 5*! O link ja' esta' aqui no site. Com certeza a tua estadia aqui na Australia tambem te fez ver que os australianos teem uma consciencia ambiental muito forte, apesar do ultimo governo, que durou quase 2 decadas, nao ter inicialmente assinado o protocolo de Kyoto, situacao que ja foi corrigida pelo novo Governo Rudd. Vai aparecendo por aqui, es sempre bem-vindo! Abraco!

Ja agora pego naquilo que disse ao Gustavo em relacao 'a politica ambiental australiana e comparo-a com a portuguesa. Eles podem inicialmente nao ter assinado o protocolo de Kyoto e de certa forma tentaram ignorar a situacao das mudancas climaticas pelo maximo de tempo possivel, mas por outro lado no dia-a-dia ve-se perfeitamente que sao extremamente solidarios e activos com todas as campanhas ambientais e aqui o partido do verdes tem realmente muito poder e muita voz e e' capaz de lutar quase de igual para igual contra os lobbies poluidores e de mudar decisoes politicas.
Pois em Portugal nos somos sempre dos primeiros a assinar tudo so' para parecer sempre muito bem para fora, mas depois vai-se ver o que realmente se passa e consciencia ambiental nem ve-la, e' tudo muito giro no papel, mas realidades ta' quieto... Toca a construir, toca a cortar, toca a queimar, toca a matar, toca a extiguir... Enfim...

Ines said...

Botas! É esse mesmo o paraiso a que me referia.. Fogo, estive lá em Agosto e nem imaginas.. moto4 eram algumas 20 (assim à vontade..) e não era para levar bem essenciais para baixo ou cenas do género.. Era a cobrar 20euros para transportar as "cargas" do pessoal.. enfim..
Bjnhs ;)

Surf4ever said...

Realmente o Jonnhy "Coward" nao teve a coragem de assinar o protocolo, mas o Rudd, que colocou o grande Peter Garret a frente do meio ambiente aussie, fez o que precisava ser feito!
Obrigado pelo link, Botas, es sempre muito bem-vindo la tambem. Desejo que te recuperes logo do joelho. Cheers,
Gustavo